Cuidados Iniciais na Criação de Galinha Caipira

CUIDADOS INICIAIS NA CRIAÇÃO DE GALINHA CAIPIRAOlá, tudo bem? Olha só, hoje nós vamos falar um pouquinho de como criar galinha caipira de forma profissional e, com isso, aumentar a possibilidade de alcançar resultados positivos na sua criação de galinha caipira.

Eu tenho recebido vários e-mails de avicultores familiares que possuem suas criações de forma bem tradicional, ou seja, galinhas de todas as idades criadas soltas e misturadas com outras aves pelo quintal.

A grande queixa desses criadores é que dessa forma não estão alcançando bons resultados, pois não estão conseguindo atender, de forma contínua, a demanda do mercado por aves caipiras.

Se você cria essas aves simplesmente por hobby eu não tenho nada contra esse sistema, porém está comprovado que esta não é a melhor forma de desenvolver uma criação de galinha caipira para fins comerciais.

Quando se trata de avicultura comercial, ou seja, para venda da produção de carne e ovos, o avicultor deve levar em consideração uma série de práticas de manejo que são fundamentais no processo de criação de galinha caipira.

O controle dessas práticas na avicultura familiar vai possibilitar ao pequeno produtor grandes chances de sucesso!

O manejo correto na criação de galinha caipira não é um “bicho de sete cabeças”. O avicultor pode desenvolvê-las de forma muito fácil e sem ocupar muito tempo, de modo que ele possa executar as outras atividades de rotina na sua propriedade.

Preparando o Ambiente…

Antes de iniciar uma criação de galinha caipira para fins comerciais, o avicultor deve preparar o ambiente em sua propriedade para que possa receber as aves. Essas mudanças são de extrema importância para garantir um controle maior nos processos de manejo da criação.

Depois de definir a quantidade de aves que será criada, o avicultor deverá iniciar a construção ou adaptação da área que servirá de galpão para o abrigo das aves. Considerando a densidade de no máximo 10 galinhas/frangos por metro quadrado.

Agora é hora de preparar os bebedouros, comedouros, campânolas (aquecimento), círculo de proteção para os pintinhos durante os primeiros dias de vida e, é claro, ração balanceada para essa fase de vida (inicial).

Com a chegada dos pintinhos de um dia, o avicultor deve oferecer um ambiente tranquilo, protegido das ações climáticas (vento, chuva e sol) e oferecer água e um alimento que atenda todas as exigências nutricionais das aves.

aquecimento para pintinhosCuidados iniciais…

Nesse primeiro dia é importante que o tratador mostre para os pintainhos onde estão as fontes de água e de ração, encostando o bico das aves nas respectivas vasilhas. Não há necessidade de fazer esse procedimento com todas as aves, pois ao verem alguns se alimentarem, os outros, naturalmente, copiam esse comportamento.

Conforme as aves vão crescendo, o círculo de proteção deve ser aumentado até que os pintinhos ocupem toda a área do galpão.

A partir do décimo dia de vida os pintainhos já podem começar a ingerir os alimentos alternativos e com isso começam a preparar o sistema digestivo para receber uma quantidade maior desse tipo de alimento.

varias galinhas vermelhasMais Cuidados Especiais na Criação de Galinha Caipira…

Com 28 dias de idade as aves passam a receber outro tipo de ração balanceada específica para essa fase (crescimento) e já podem ser soltos para uma parte do piquete, onde passam receber alimentos alternativos. Como: gramínias, verduras, frutas e legumes que sobram da propriedade.

Leia também: Frango Caipira – Como Fazer Ração para Fase Inicial 

Após os 60 dias de vida as aves continuam sendo alimentadas com ração balanceada, porém, numa quantidade menor (70 gramas por ave/dia) e devem receber um complemento alimentar através de alimentação alternativa.

O avicultor deve oferecer às aves água fresca e de boa qualidade de forma a vontade e fazer a limpeza dos bebedouros pelo menos duas vezes ao dia, para evitar contaminações na sua criação de galinha caipira.

Outro cuidado muito importante no processo de criação de galinhas caipiras é o relativo às vacinações, o avicultor deve procurar um médico veterinário em sua cidade para elaborar um cronograma de vacinação que possa proteger as aves das doenças mais comuns em sua região. Ex. Gumboro, Newcastle, Tifo aviária, Bronquite aviária, Bouba, entre outras.

Para que o avicultor atinja melhores resultados em sua criação de galinha caipira é fundamental que ele comece o projeto adquirindo aves melhoradas geneticamente. Pois essas aves atingem, em média, o peso de 2,200kg com 85 dias de vida e dessa forma já podem ser abatidas e vendidas ao mercado consumidor.

Mercado

A grande procura por um alimento saudável e diferenciado tem proporcionado aos criadores de galinhas caipiras um excelente retorno financeiro e, consequentemente, uma melhoria da qualidade de vida dos pequenos avicultores.

É hora de aproveitar as oportunidades!

Veja, no vídeo abaixo, mais informações sobre o manejo adequado nos primeiros dias de vida dos pintainhos.

Para maiores esclarecimentos no que se refere à criação de galinha caipira, sugiro que baixem o Guia Completo de Criação de Galinhas Caipiras onde serão abordados os temas desde a incubação de ovos até o abatedouro de aves.

Se essas informações foram importantes para você, peço que compartilhe com os seus amigos e deixe, aqui embaixo, o seu comentário, ele é muito importante para mim!

Receba AGORA o seu presente!

Valdir Rocha

Nascido em 15 de junho de 1973 na cidade de São Francisco, norte de Minas Gerais, quarto filho de uma família de seis irmãos e todos educados por dois guerreiros...

Website: http://www.criargalinha.com.br/